Menu

Seleção de profissionais em Goiânia

Lorem ipsum dolor sit amet

Este é um material de encorajamento, que o diretor da Mega Brasil RH deixa aqui para sua reflexão.

Seleção de profissionais em Goiânia

Conscientize-se: A luta é sua.

“A vida é para quem topa qualquer PARADA e não para quem pára em qualquer TOPADA”. (Roberto Said).

Conta-se que um noivo, à véspera de seu casamento, apresentava-se muito nervoso. Um amigo perguntou:
“Perdeu as alianças ou as passagens aéreas da lua-de-mel?” E ele respondeu: “Nem um, nem o outro; perdi mesmo foi o entusiasmo.”

O que leva uma pessoa a perder o entusiasmo? Sem entusiasmo, vai-se todo o prazer da vida e todos os motivos para qualquer realização. Algumas respostas ligadas a espiritualidade são difíceis de conseguir, principalmente quando falamos de alguns sentimentos que parecem interferir no entusiasmo, como: RAIVA, MEDO, TRISTEZA, ALEGRIA.

Nestes muitos anos que trabalho liderando pessoas, principalmente preparando-as e desenvolvendo-as, tenho ressaltado a importância de manter o entusiasmo e a necessidade de nos valorizarmos com o que temos e somos.
A palavra entusiasmo, vem do latim “”em theos””, e significa “Deus em você” ou “Em Deus.”
Motivação + ânimo + alegria = entusiasmo.

A minha crença é que o CRIADOR não colocaria estes sentimentos (raiva, medo, tristeza, alegria) em nossa constituição humana para nos complicar a vida. Tem que ter significado e utilidade tudo isso.

O que nos leva a fazer uso desses sentimentos de forma tão danosa a nossa existência? Onde está a origem desses sentimentos que nos levam a fazer uso deles de forma limitante?

Tenho convicção, que se é algo da CRIAÇÃO DIVINA, não pode ser PECADO nem prejudicial à nossa vida, se usados corretamente.

Falemos de cada um desses sentimentos:

1 – RAIVA – Energia impulsionadora que nos tira da zona de conforto propiciando iniciativas de rompimento das barreiras impeditivas à conquista de nossos objetivos. JESUS CRISTO também teve este sentimento com os vendilhões do templo. Oferece-nos oportunidade de descarga, catarse, expurgo de sentimentos prejudiciais a nossa qualidade de vida. Se usarmos desse recurso para não mais admitir limitações indesejadas, como: COMODISMO, PREGUIÇA, EGOISMO, ARROGÂNCIA, MEDO, INSEGURANÇA, IMPACIÊNCIA, CIÚME, INCOMPETÊNCIA, FALSIDADE, DESLEALDADE, FALTA DE ÉTICA, é então POSITIVO sentir RAIVA e não pode ser pecado. Pecado é uma atitude de DESAMOR e não há maior desamor do que quando você permite sentimentos limitantes na multiplicação de seus TALENTOS. Alguém paga por seu mau desempenho e certamente aqueles que você mais admira e ama.

2 – MEDO – Está ligado às memórias provavelmente transferidas por alguma experiência pessoal ou narrada por alguém. Em Análise Transacional, estuda-se o comportamento da CRIANÇA ADAPTADA, aquela que foi certamente moldada em seu comportamento, à queles comportamentos considerados certos pelos responsáveis por sua educação. PAI e MÃE são os dois maiores responsáveis por estas condições comportamentais. Está ligado aí o que Napoleon Hill chama de herança social. O que julgamos certo em nossa sociedade, lutamos por sua manutenção e divulgação. O mundo muda muito rápido, principalmente na era da comunicação avançada, e toda essa herança social pode não ter sentido. Podemos então estar criando para nossos filhos e liderados situações desconfortantes, contribuindo para uma baixa qualidade de vida, dificultando o crescimento SOCIAL, PROFISSIONAL E ESPIRITUAL deles.

3 – TRISTEZA – Há quem diga que seja uma questão de postura. De fato, não é possível manter este sentimento olhando para cima. Por outro lado, este ditado chinês tem sentido: “A dor é inevitável, mas o sofrimento é uma opção.” Quando nos deixamos envolver por este sentimento, alimentamos a satisfação do inimigo. Shakespeare disse:
“a mágoa, o ressentimento, é um veneno que tomamos querendo que o inimigo morra.”

4 – ALEGRIA – Talvez, estivesse aí o sentimento de estar no CÉU. Não há quem não queira este sentimento tão saudável e que se transforma no símbolo de FELICIDADE, embora seja verdade absoluta que não há maneira de alcançá-lo sem o sacrifício de seu próprio esforço. Só se conhece o sabor da vitória depois do grande desafio, da grande luta e ela é tão maior quanto maior for o seu sacrifício para chegar lá.

Reflita e lembre-se:
“Faça da informação um instrumento da sua formação” (Olair)

“”Quando o trabalho é um prazer, a vida é alegria. Quando o trabalho é um dever, a vida é escravidão.””
(Máximo Gorge)

Como terminar um dia de trabalho com satisfação? Renovando as energias no meio do dia, lendo uma mensagem otimista, fazendo uma auto-afirmação e enchendo o coração de alegria. Fácil não é mesmo? Então . . .
By Olair de Paiva
Consultor e Diretor da Mega Brasil R H
Seleção de profissionais em Goiânia